CAPITAL E PERFIL EMPREENDEDOR NÃO BASTAM

em 26 janeiro | em empreendedorismo, franqueados, Franquias, perfil do franqueado | por | com Sem comentários

Empresas só devem aceitar franqueados que tenham perfil compatível com a marca

Espírito empreendedor e capital para o investimento. Estes são os requisitos básicos exigidos pelas franquias ao escolher seus franqueados. Para garantir maior chance de sucesso e não permitir que a imagem de toda a rede seja arranhada por uma escolha errada, algumas empresas franqueadoras têm peneirado os interessados na franquia até mesmo por meio de testes psicológicos. Identificação com a marca é primordial para abrir uma franquia, avaliam os consultores da área de franchising.

De acordo com especialistas, um dos maiores erros cometidos pelas franqueadoras é aceitar um franqueado que não se identifica com a marca e com o negócio. Traçar com precisão o perfil do franqueado é o primeiro passo para que as franquias conquistem seu objetivo: expansão consistente e promissora. Da mesma forma, é o que vai permitir ao franqueado maior possibilidade de sucesso.

Ao definir o perfil do franqueado, o primeiro passo que as redes de franquia devem seguir é que tipo de franqueado quer em seu negócio. Às vezes, é até melhor começar a seleção pelo inverso, ou seja, o que o franqueado não pode ter ou ser para ingressar na rede.

O essencial é identificação com a marca. O objetivo não deve ser só ganhar dinheiro. O franqueador não tem que estar preocupado somente com a taxa de franquia ao aceitar o franqueado e o empreendedor não pode escolher um negócio apenas pela rentabilidade. O franqueado tem que entender a franquia como um projeto de vida e o franqueador reconhecer que o desempenho de seu parceiro pode comprometer a rede.

Algumas empresas têm investido no processo de seleção de franqueados por meio de testes psicológicos e dinâmica de grupo para chegar ao perfil ideal e desejável. Neste tipo de processo, muitas vezes, de 100 possíveis empreendedores tiram-se apenas dois ou três que realmente têm todas as características necessárias para se tornar um franqueado de sucesso. A maior parte das pessoas não tem noção do trabalho que é estar à frente de um negócio. Embora a probabilidade de sucesso seja maior com a seleção, não é garantia total de que o franqueado seja bem sucedido porque vai depender da combinação de vários fatores.

por Marcio Tadeu Aurelio

Lênia Luz

Lênia Luz é Sócia-fundadora e Diretora de Comunicação da Aurelio Luz Franchising & Varejo. Fonoaudióloga, psicomotricista e arteterapeuta; especialista em comunicação humana. Consultora especialista em Microfranquias pelo Instituto Tomodati/BID. Especialista em Empreendedorismo pela FGV/Goldman Sachs, através do projeto “10.000 Mulheres Empreendedoras do Mundo”. Participante da Oficina de Gestão e Empreendedorismo da UFPR. Certificada pela IFA International Franchising Association. Professora Titular do MBA em Empreendedorismo Feminino da UFSCar. Professora da Universidade Livre do Comércio, da Associação Comercial do Paraná e de Gestão Executiva de Bares e Restaurantes na Espaço Gourmet Escola de Gastronomia. Articulista e palestrante em eventos de franchising e empreendedorismo feminino. Criadora dos blogs “Empreendedorismo Rosa”, “Mundo das Franquias” e “Mundo das Microfranquias”. Colunista dos blogs/sites “Bolsa de Mulher”, “Mulheres no Poder”, “Revista + Mulher” e “Portal Webnews – Japão”. Colunista do blog Mulheres Empreendedoras, da revista PEGN – Pequenas Empresas Grandes Negócios.

Ver outras postagens - Site - Twitter

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top